Artigos

Como tomar decisões acertadas

Como tomar decisões acertadas

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Como a maioria das pessoas, você costuma tomar decisões e arrepender-se em seguida? Ou pior, costuma acovardar-se de assumir responsabilidades ou pagar pelas consequências com uma tomada de decisão? Saiba, estas situações são mais comuns do que você imagina.

Muitas pessoas sofrem horrores por não saber tomar decisões acertadas. Com este artigo, eu pretendo apresentar um guia de como formular perguntas que lhe ajudarão a tomar decisões do jeito que você precisa, proporcionando-lhe satisfação e bons resultados.

Duas perguntas importantes para uma tomada de decisão

Antes de mais nada, é preciso explicar o seguinte: decisões nascem da racionalidade e também da irracionalidade. Tomamos decisões com o nosso cérebro e também com o nosso coração. No primeiro caso, quando usamos a cabeça, estamos pautando nossas decisões em argumentos racionais. No segundo, confiamos nossas escolhas a influências emocionais.

Não há aqui julgamento quanto ao que é mais certo ou mais errado. Decidir na frieza do pensamento ou no calor da emoção tanto pode trazer satisfações e bons resultados como o contrário, depende muito das circunstâncias. O que pretendo com este texto é trazer à baila algumas considerações que vão lhe ajudar a obter resultados satisfatórios mais frequentemente.

Quando nos questionamos O Que Realmente Nós Queremos? estamos focando o lado emocional, portanto, estamos na área do coração. Querer é desejar algo. E desejo pode ser uma mera fantasia, uma distração atraente, ou uma paixão. Oxalá, as decisões do coração fossem tomadas somente a partir das paixões! Perceba aqui que eu me refiro à paixão como sendo algo tão profundo que exige toda atenção exclusiva e ciumenta. Neste caso podemos dizer que há foco, e quando há foco, resultados aparecem. No entanto, na maioria das vezes, decisões tomadas no calor da emoção são cegas, deixando de avaliar certas questões importantes.

"Nada é tão intolerável ao homem quanto estar em repouso total, sem paixão, sem o que fazer, sem diversão, sem se importar.
Do livro "Até as águias precisam de um empurrão", de David Mcnally

Cada vez que você se deparar com a necessidade de tomar uma decisão e se perguntar o que você quer?, continue sua reflexão incluindo outra pergunta: de que eu preciso?.

Quando nos perguntamos De Que Realmente Nós Precisamos? estamos caminhando pela área do cérebro, ou seja, trabalhamos o lado da razão. Precisar é uma necessidade. Este verbo alinha nosso olhar para o que realmente é essencial, básico e nutritivo.

Vou dar um exemplo para melhor entendimento: "Eu quero a sobremesa, mas o que eu preciso realmente é do prato do almoço". Doce é delicioso e bom de comer, mas um prato de arroz, feijão e carne é o que verdadeiramente nos alimenta. Isso não quer dizer que eu não possa comer a sobremesa, mas importante entender que devo suprir primeiro a minha necessidade.

Eis agora minha dica especial – diante de uma situação que exige uma decisão, pergunte-se: "Estou atendendo à verdadeira necessidade, informando-me das opções e pensando em tudo?" E para estas perguntas só devem existir duas respostas.

Duas respostas essenciais para tomar decisões acertadas

Deparando-se com as perguntas acima (repito-as: "Estou atendendo à verdadeira necessidade, informando-me das opções e pensando em tudo?") cabe a você somente dar duas respostas: ou SIM ou NÃO para qualquer uma delas. Em hipótese alguma deve existir a resposta TALVEZ. Talvez é uma grande não-decisão!

Imagine agora uma situação que exige uma decisão sua, por exemplo: devo comprar um carro ou uma bicicleta?. A primeira questão a ser esclarecida é: ter um carro ou uma bicicleta atende a uma necessidade sua? Sim ou não? Pare um pouco e pense qual das duas respostas é a mais certa para a sua realidade. Se sua resposta foi "Sim", liste que necessidade(s) é(são) essa(s). Ela(s) é(são) plausível(is) e realista(s)?

Passe agora a analisar as opções que você tem. O que um carro atende que uma bicicleta não seja capaz de atender? Faça o mesmo no inverso. Quais respostas têm mais peso de importância para você?

O que mais pode ser averiguado que ajude nessa tomada de decisão? Você está pensando em tudo? As respostas às perguntas vão atender ao que você quer ou ao que você precisa? Seja honesto!

Pensar em tudo lhe coloca em uma situação de apurar sua visão para antecipar possibilidades. Quanto mais precisa for a sua visão, mais probabilidade de acertos você terá.

Procurar a verdadeira necessidade desde o início levará você a colher bons resultados no final. Isso implica ter uma visão dos resultados necessários com tantos detalhes reais que você já se sinta em condições de alcançá-los. O que você precisa torna-se tangível para você, consequentemente, você passa a querer efetivamente, porque a tangibilidade lhe traz a confiança, a certeza, o desejo real da realização. Isso nada mais é do que casar a razão com a emoção. Resultado: sucesso!

Diante de encruzilhadas, seu coração leva você a perguntar "O que eu quero agora?", já o seu cérebro propõe a reflexão: "O que eu devo fazer?" Querer e Dever são verbos que norteiam decisões.

Conclusão

O melhor de uma tomada de decisão é unir o bom ao agradável, ou melhor, querer o que se necessita, precisar o que se quer (coração com cabeça, razão com emoção).

Usando as perguntas importantes de uma tomada de decisão e obtendo as respostas essenciais, a decisão torna-se fácil e acertada.

Espero que você tenha gostado e que esta mensagem tenha tocado o seu coração. Se desejar comentar algo sobre o texto, sinta-se à vontade para escrever nos comentários abaixo.

Um forte abraço e até a próxima!

Aldo Marques Legal

Olá! Eu sou Aldo Marques. Escritor, palestrante, criador do Programa de Superação de Limites Vencer Agora® e autor da maioria dos artigos deste site. Sou Life Coach, especializado em desenvolvimento pessoal com ênfase em espiritualidade e Analista Comportamental habilitado para a ferramenta DISC Assessment pela Sociedade Latino Americana de Coaching - SLAC, com Professional Coach Certification pela International Association of Coaching Institute. Minha paixão é ajudar pessoas a serem melhores.

 

 


Se este texto suscitou em você o desejo de participar de um processo de coaching, entre em contato conosco para combinar uma sessão experimental. Atendemos presencialmente ou online, via videoconferências. Nossos telefones são (21) 98503-7777 - Aldo Marques e (11) 98308-3800 - Eunice Cardozo.

 

 

Buscar

Assine nossas Newsletters

Últimos Artigos

10 Março 2016
28 Agosto 2015
06 Julho 2015
© 2015-2018 Vencer Agora. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Aldo Marques.

Buscar