Artigos

Sua Felicidade depende de Deus ou de Você?

Quem é o responsável pela sua Felicidade?

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Se hoje eu lhe perguntasse: "Quem é o responsável pela sua saúde financeira?", qual seria a sua resposta? E se eu perguntasse sobre a sua felicidade?

Uma pesquisa feita pela Datafolha em dezembro de 2016 fez esse questionamento e concluiu que 9 entre 10 brasileiros acreditam que Deus é o responsável pela nossa saúde financeira.

A pesquisa da Datafolha considerou uma amostragem representativa da população, entrevistando 2.828 brasileiros maiores de 16 anos selecionados por sorteio aleatório. Feita em mais de 170 municípios, a pesquisa tem margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos (nível de confiança de 95%).

Retrato do povo brasileiro

De acordo com o censo de 2010, o Brasil possui população com perfil religioso predominantemente de maioria católica (42,4% a mais que a segunda maior religião do país, o protestantismo).

Segundo a pesquisa da Datafolha, quanto menor a escolaridade e menor a renda, maior a gratidão a Deus pelas conquistas terrenas. Ainda assim, dos graduados, 77% atribuem responsabilidade divina às finanças, e 7 entre 10 entre os que têm renda mensal acima de 10 salários mínimos pensam o mesmo.

Sobre a frase "Todo o sucesso financeiro da minha vida eu devo, em primeiro lugar, a Deus" concordam com ela 97% dos evangélicos pentecostais, 96% dos não-pentecostais, 91% dos católicos, 70% dos que não têm religião alguma e até 23% dos ateus, isto é, dos que não acreditam em Deus.

E em relação à sua felicidade?

Eu sou uma pessoa religiosa. Fui educado na doutrina católica pela minha família. Estudei em colégio de freiras, fui batizado, fiz minha Primeira Comunhão e Crisma ainda jovem, mas, ao contrário, da maioria das pessoas que conheço, eu não fiz dessas experiências um mero evento social. Eu creio em Deus firmemente como meu Senhor e Salvador. No entanto, eu responderia de forma diferente às questões da pesquisa da Datafolha.

Considero que Deus quer, sim, a nossa felicidade, mas em sua pedagogia e bondade, ele nos dá a liberdade e o livre arbítrio para fazermos nossas escolhas e construirmos nossa vida.

Nós, seres humanos, somos todos inteligentes e criativos (que é diferente de ter cultura). Temos a capacidade de analisar questões complexas e encontrarmos soluções fora da normalidade. Não estamos limitados aos nossos instintos, nem o destino dita a nossa vida. Somos o que escolhemos ser e o que fazemos no cotidiano.

Aristóteles, filósofo grego nascido um pouco mais de 300 anos antes de Cristo, afirmou: "Somos o que repetidamente fazemos. A excelência, portanto, não é um efeito, mas um hábito". Assim, como dito antes, aquilo que escolhemos ser e fazer tece a nossa vida e nos dá os resultados que usufruimos. Portanto, nossa felicidade somos nós que a fazemos.

Mas espera aí, Aldo!! Então, quer dizer que nós somos os únicos responsáveis pela nossa vida? E colhemos aquilo que plantamos? E Deus não tem participação nenhuma nessa história?

Não! Não é isso que estou dizendo.

A nossa felicidade está em Deus e o futuro a Ele pertence, mas Ele, Autor da nossa vida, nos deu o livre arbítrio para escolhermos segui-lo ou não. E também nos deu a inteligência e a liberdade que contribuem para que possamos buscar e encontrar esta felicidade.

Veja bem, não é o dinheiro que traz a felicidade, mas não é ele também o mal do mundo. O dinheiro bem aplicado pode servir para bons propósitos, pode até salvar vidas.

Não são os bens materiais que geram a felicidade, mas proporcionam confortos e facilitam a vida. O problema aqui é que muitas pessoas tornam-se egoístas e não querem compartilhar com outros essas comodidades. O mundo precisa de temperança e de bondade nos corações.

Repito: como é dito desde a antiguidade, "o futuro só a Deus pertence", mas tudo que fazemos no presente, reflete no futuro, por isso, somos responsáveis pelas nossas ações e contribuimos assim com as consequências que vamos colher. Se você planta laranjas, não espere colher dessas árvores maçãs.

Conclusão

Eu acredito que nós todos podemos viver felizes e unidos. Você pode pensar que sou utópico e você tem o direito de pensar assim. De minha parte, eu continuarei a desejar e a construir um mundo em que o amor seja a lei e a bondade seja um sentimento comum. Eu crio a minha felicidade através das escolhas que faço, com a graça e bênção de Deus. Ele me deu os atributos necessários para que eu possa fazer bem minhas escolhas (inteligência, liberdade e livre arbítrio) e, assim, alcançar o que desejo. Portanto, eu sou responsável por fazer o meu futuro, não esquecendo, é claro, que existem variáveis diversas e eu não controlo tudo, por isso, devo fazer a minha parte como se tudo dependesse de mim, mas devo confiar e esperar em Deus, na expectativa de que Ele me abençoará com um futuro bom.


Muito bem! Terminamos a reflexão de hoje. Gostou? Espero que sim.

Eu gostaria muito de conhecer sua opinião a respeito do que escrevi. Deixe o seu comentário aqui nesta página logo abaixo. Isso vai me ajudar a saber que estou no caminho certo.

Um abraço e até a próxima.

Aldo Marques Legal

Olá! Eu sou Aldo Marques. Escritor, palestrante, criador do Programa de Superação de Limites Vencer Agora® e autor da maioria dos artigos deste site. Sou Life Coach, especializado em desenvolvimento pessoal com ênfase em espiritualidade e Analista Comportamental habilitado para a ferramenta DISC Assessment pela Sociedade Latino Americana de Coaching - SLAC, com Professional Coach Certification pela International Association of Coaching Institute. Minha paixão é ajudar pessoas a serem melhores.


Se este texto suscitou em você o desejo de participar de um processo de coaching, entre em contato conosco para combinar uma sessão experimental. Atendemos presencialmente ou online, via videoconferências. Nossos telefones são (21) 98503-7777 - Aldo Marques e (11) 98308-3800 - Eunice Cardozo.


Buscar

Assine nossas Newsletters

Últimos Artigos

10 Março 2016
28 Agosto 2015
06 Julho 2015
© 2015-2018 Vencer Agora. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Aldo Marques.

Buscar