Dicas de Filmes

Dica de Filme: Um Domingo Qualquer

Um Domingo Qualquer

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

"Um Domingo Qualquer" é o título de um filme dirigido por Oliver Stone, em 1999.

O roteiro contempla os bastidores do futebol americano, uma febre no país de Tio Sam, comparável ao nosso futebol, transitando pela vida de jogadores e treinadores, passando pelos donos dos times e suas relações políticas, a mídia e o marketing.

O filme desta dica, que traz Al Pacino no papel principal, é uma visão bastante plausível da vida pessoal e dilemas dos jogadores, treinadores e demais membros da equipe. O elenco do filme é espetacular: temos Al Pacino, James Woods, Dennis Quaid, Cameron Diaz, Matthew Modine, Aaron Eckhart e o espetacular Jamie Foxx – em um papel que fora recusado pelo comediante Chris Tucker.

Basicamente, o filme começa quando uma lenda na história da liga (Dennis Quaid), quarterback do time (jogador que lidera e dita o ritmo da equipe em campo, aquele que dá o passe para os demais jogadores) sofre uma pancada violenta em uma jogada e precisa se afastar do jogo para se recuperar por um mês. Um jovem desconhecido (Jamie Foxx), reserva do reserva na posição é chamado para substituí-lo. Típico jogador arrogante, que nunca foi mais do que uma promessa por culpar o mundo por seus erros, Willie Beaman sabe o que aquela pode ser sua última chance, e aos poucos vai se adaptando à equipe. Com um talento inegável e personalidade forte, o jovem logo vira uma celebridade e peça fundamental na recuperação da equipe. O antigo treinador Tony D'Amato (Al Pacino, excelente no papel), pressionado pela dona do time (Cameron Diaz), precisa reavaliar seus valores e estratégias testadas pelo tempo e começar a enfrentar o fato de que o jogo está mudado. Surge o dilema entre manter a lealdade pelo líder que a equipe segue, mesmo velho e sem ritmo, ou tentar controlar o ego de uma estrela em ascensão, que provavelmente é o melhor jogador do país, apesar de não ter o apoio do restante da equipe.

Enquanto isso, Christina Pagniacci, Diretora e Co-proprietária do Miami Sharks, sabe que sob o seu comando a equipe ainda não conquistou nada; toda glória, até então obtida, ocorreu no período da gestão do seu falecido pai, amigo pessoal do treinador. Assim, a personagem interpretada pela bela Cameron Diaz quer provar a si mesma que pode ter sucesso em um mundo e em um cargo dominado por homens.

Um Domingo Qualquer Al Pacino e Jamie Foxx

O QUE APRENDEMOS COM O FILME?

No esporte, nas empresas e na vida, muitas vezes não são o preparo, a estratégia ou as táticas que fazem a diferença. Porque é comum que todos estejam adequadamente preparados. É provável que todos tenham estratégias similares e apenas nuances de táticas diferenciadas. Afinal, coisas e pessoas estão cada vez mais semelhantes e mais competitivos.

O que realmente faz a diferença são a emoção, o entusiasmo e a vontade de fazer acontecer.

Assista agora o discurso que defende essa ideia de que "Vencer não é tudo na vida. Querer vencer, é" Clique em PLAY no vídeo abaixo.

Trecho do discurso:

“Três minutos para a maior batalha da nossa vida profissional. Tudo depende de hoje. Ou nos curamos como equipe ou vamos nos desintegrar.
Estamos no inferno agora, cavalheiros. Acreditem em mim. E podemos ficar aqui, e levar merda na cara, ou podemos lutar, e voltar à luz. Podemos sair do inferno, mas eu não posso fazer isso por vocês.

Nos dois jogos, na vida ou no futebol, a margem de erro é tão pequena, meio passo antes, ou depois, e você não consegue. Meio segundo antes, ou depois, e você não agarra. As polegadas de que precisamos estão ao nosso redor. Estão em cada brecha do jogo, em cada minuto, em cada segundo. Neste time, nós lutamos por esta polegada. Neste time, nós nos dilaceramos, e a todos ao nosso redor, por essa polegada. Nós agarramos com as unhas esta polegada. Porque sabemos que, quando juntarmos todas as polegadas, isso fará toda a diferença entre vencer ou perder! Entre viver ou morrer!

Eu garanto: em qualquer luta, É o cara que está disposto a morrer quem as ganha. E sei que, se eu ainda tiver alguma vida, é porque ainda estou disposto a lutar e morrer por aquela polegada. Porque isso é que é viver!

Não posso obrigá-los a nada. Olhem para o cara ao seu lado, olhem nos olhos dele! Você verá um cara que lutará por essas polegadas com você! Você verá um cara que vai se sacrificar pelo seu time. Porque ele sabe que, quando chegar a hora, você fará o mesmo por ele! Isso é uma equipe, cavalheiros. Ou nos curamos, agora, como uma equipe, Ou morreremos como indivíduos.

Agora, o que vocês vão fazer?"

Filme "Um Domingo Qualquer" com Al Pacino

O esporte tem algo antagônico que mexe com nossa paixão e ódio em questão de segundos: para cada vencedor, há um perdedor; para cada conquista, uma decepção. Dentro daquela arena, os jogadores entram como guerreiros rumo à batalha. Frente a frente, cara a cara, vemos a garra, a determinação para ir além dos limites, defender, atacar, marcar, rir, chorar. E a cada temporada é sempre a mesma coisa, novas estrelas surgem, novos times vencem, novos torcedores se apaixonam, novas batalhas são travadas. Cada disputa, cada lágrima, cada minuto, cada segundo, cada polegada. Afinal, em um domingo qualquer, tudo pode acontecer.

"Any Given Sunday" (1999) - Um Domingo Qualquer

Buscar

Assine nossas Newsletters

Mais Sugestões...

10 Fevereiro 2017
09 Dezembro 2016
25 Novembro 2016
18 Novembro 2016

Dica de Livros

06 Janeiro 2017
07 Dezembro 2016

Dica de Filmes

10 Fevereiro 2017
09 Dezembro 2016
25 Novembro 2016
18 Novembro 2016